quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Como se..

Tudo o que quero escutar
Como se lesse em minha mente
Tudo o que quero pensar
Como se estivesse um passo a frente
Tudo que preciso
Como se fosse meu maior presente
Quando não acreditei e tive medo
Você me abriu um sorriso
Como se tivesse minhas chaves
Você conhece meus segredos
Decifrou os meus sonhos
Entendeu minha alma
Te chamei de bruxa
Por não conseguir te esquecer
Como se a culpa fosse sua
Coloquei as mãos na cabeça
Para segurar os pensamentos
Mas o sangue corria frio
Perdi as minhas chaves
Não me entendi
Mergulhei nos meus enigmas
Como se me faltasse algo
Se ninguém decifra meus segredos
Me devoro
Sinto o gosto de sal
De suor e lagrima
Esfinge de areia
Que se desfaz no vento
Como se só você pudesse me salvar do deserto
Sem nada por perto
Um longo caminho
Esfregando o suor no rosto
Descobrindo com desgosto
O que você entende só de ver
As respostas lhe são fáceis
Como se fosse um anjo
Que me deixou a deriva
No mar seco
Só para aprender a te ver
Sem tentar entender
O que eu sempre soube
Mas tive medo de saber
Porque você é
Exatamente o que os sonhos sabem
E os pensamentos escondem
O que os homens comuns
Nunca poderão compreender
Como se você fosse
Exatamente como você é..!

Um comentário:

... disse...

é como conseguir pegar no céu estrelas distraidas; impossivel!

Outro começo de noite

Outro começo de noite