domingo, 24 de maio de 2009

Meus pés colados

Tento e tento

Presto atenção

Corro atrás

Não fiquei parado

Qual problema então

Qual problema das palavras

Suas formas e seus acentos

Não funcionam

Meu texto pobre e coloquial

Talvez seja assim e pronto

Coloquial demais

Pouco lustrado

Não sei outra forma

Não sei esconder

Quando falo e escrevo

Minha alma esta ali

Podia ser diferente

Poderia ser outra coisa

Mas meus pés colados

Vem do chão

Por mais que use sapatos

Meus pés colados

Vem do chão

Um comentário:

Amélie disse...

e a minha cabeça, sempre na lua....

mil bjuxx!!!

Outro começo de noite

Outro começo de noite