domingo, 28 de dezembro de 2008

Américas



Arrumo as coisas de noite,
não é preciso muito
pego o necessário para sobreviver algum tempo
o resto arrumo depois
o importante agora é dar o fora
o mundo me espera através da janela
e eu sempre quis saber o que há ao longo da Br
saio de manhã pra aproveitar bem o dia
ninguém percebe a saída
eu detesto despedidas..
mesmo que explicasse nunca entenderiam todos os motivos
é uma estrada longa esperando para ser traçada
são malucos em cada cidade, cada estação
esperando para contarem suas histórias
cada um, com uma loucura, com uma origem uma cultura e um medo
quero saber alem dos que estão ao meu lado
quero saber o que estão fazendo no litoral ou na beira dos rios
qual é a onda que paira sobre as diferentes cabeças do continente
está tudo na mão, o mundo só é pequeno pra quem tem a cabeça pequena
o que tenho é só vontade e coragem para aprender
absorver um poco de cada lugar
deixando para trás todas as certezas e definições
tento abrir a mente e o coração para sobreviver em cada situação
o que faz do ser humano grande é a capacidade de adaptação
espero um sonho grande do tamanho da América
quero ganhar tudo enquanto não há nada a perder
então pego a estrada e começo uma longa caminhada

4 comentários:

Gabriela Domiciano disse...

Ahhhhhh!!!
Deixa eu ir tb????
hauhuahuahuah

=*

Ceres disse...

Cuidado! o.o

O caminho é longo, a estrada é deserta e o lobo mal pode estar por perto... xD

E lobos maus tem em toda parte, do Oiapoque ao Chuí. ;D

Ricardo disse...

Vamos todos juntos xD
cruzando a estrada
e o lobo mau representa o desconhecido
= D

Péricles Carvalho disse...

ótimo post kara! valeu pelo comentário no meu blog - sempre passo por aqui, lendo seus textos...


obs: 'continue caminhando, nas estradas quando se segue as placas, podemos chegar a lugares muito interessantes...'


um abraço!

Outro começo de noite

Outro começo de noite