sábado, 15 de maio de 2010

Acho que nem sou daqui

Acho que nem sou daqui ..

Algumas vezes eu penso
Que não faço parte disso
Algumas vezes eu vejo
Caírem grandes promessas
Que não fiz

É difícil acreditar
Que não há nada além
Que se está sozinho
Mas não há lugar para ficar
É um outro caminho

E não há nada á sentir
Esperando apenas
Qualquer coisa
Que faça acreditar

Vendo uma cidade
Escondida em becos
Algo diferente acontece
E a realidade vive
Entre grandes aspirações
Nada que eu queira
Ou siga

Algo controla
Pensamentos estranhos
Que se ocultam
Em desesperada harmonia
Gritos baixos
Não mostram descontentamento
E seguem em objetivos
Que não são seus

Algumas vezes eu penso
Que não faço parte disso
Algumas vezes eu vejo
Que nem sou daqui
Mas é por muito pouco tempo
Pra que a ordem do momento
Não se altere
Espalhando então
Verdades em um ventilador

4 comentários:

joven disse...

hi, you have nice blog.. u can view also mine..http://akoniwares.blogspot.com

Games, Entertaiment, Hobby, disse...

pw Top 100 Private Server Online Servers

Mariana Alves disse...

Uow, esse seu poema é muito muito bom, eu gostei muito, Parabéns! Seu ideal de escrever tbm é ótimo, o mundo precisa de mais gente que pensa assim! Mas, Parabéns! =)

Mariana Alves disse...

Ah, muito obrigada pela sua passagem pelo Velocino, aquele primeiro poema é meu também.. =) que bom que gostou! Tbm adoro os seus! Ta de parabéns! :D Obrigada por seguir tbm viu?! Abraço, Mariana.

Outro começo de noite

Outro começo de noite